Arquivos para "mundoweb" - Baratonta – Blog de Humor, Conteúdo Adulto e Curiosidades! | Page 11
Baratão
4 de fevereiro de 2015

A professora Charlotte Tumilty, de 26 anos, passou na entrevista de emprego e nos testes para lecionar na escola St. John Vianneys, em Hartlepool, nordeste da Inglaterra. Mas, contratada como trainee para dar aula nesse colégio, Charlotte foi mandada embora do lugar.



Motivo: ela tinha muitas tatuagens e piercings. Charlotte começou a dar uma aula e foi chamada pela direção. “Você não pode dar aulas aqui por causa das tatuagens”. Ela alegou que tinha coberto a maior parte dos desenhos que tinha, para não chocar os estudantes e os profissionais da escola. Mesmo assim, não teve jeito e ela acabou demitida.



“Me pediram para cobrir a maior parte das tatuagens”, disse Charlotte, mãe de dois filhos, de 4 e 1 ano de idade, ao jornal Daily Mail. Charlotte, que tem tattoos nas pernas, costas, barriga e mãos, reclamou: “Houve preconceito comigo”.



Baratão
2 de fevereiro de 2015

Permanecer no peso ideal e com um corpo sarado tem sido um tabu da sociedade! Os padrões corporais ferem alguns e nem fazem diferença para outros. Tem que ser assim mesmo, cada um satisfeito do jeito que acha legal! Uma mãe nova e com corpo bonito postou uma foto no Instagram que causou muito polêmica por aí…



Ela se tornou alvo de críticas na internet por causa dessa foto e foi acusada de “humilhar as gordinhas”. A foto diz o seguinte: “Eu tenho uma filha, uma barriga de tanquinho e nenhuma desculpa.” Abby Pell, de 33 anos é fissurada por atividade física e achava que iria incentivar as novas mamães a perderem peso após a gravidez depois de postar essa foto.



Mas aconteceu justamente o contrário, ela foi acusada de ser “sem vergonha” e foi ovacionada por centenas de pessoas que passaram a criticá-la nas redes sociais. Uma usuária se sentiu ofendida com a foto e a legenda, e comentou o seguinte: “Você está humilhando pessoas mais gordinhas, simplesmente. Explorar sua maternidade para ficar se mostrando e se vangloriando é desprezível”. Outra disse que Abby não tem mais nada para fazer da vida e postou: “Isso é tão humilhante, aposto que você não tem que trabalhar pra viver”.



E você, o que achou da atitude dela? Comente!

Baratão
2 de fevereiro de 2015

A americana Heidi Creamer (à esquerda), de 48 anos, foi presa no último domingo (7) após espancar a irmã, Holly, no apartamento que elas dividiam em Ellenton, no estado da Flórida (EUA). Heidi deu vários socos em Holly, chutou, arranhou e tentou furar os olhos da irmã. A briga começou por causa do namorado de Heidi, que estava no apê quando ela chegou em casa.



As duas começaram a discutir. Heidi acusou a irmã de tentar roubar o namorado dela. Também disse que a irmã queria se apoderar de todas as coisas delas, incluindo peças de roupas e até um vibrador. Heidi tentou então expulsar a irmã de casa, e começou a berrar com ela. Pôs várias peças de roupa para fora. Foi então que começou a briga. Segundo o namorado de Heidi, ela perdeu o controle e partiu pra cima de Holly.



As duas, que aparecem juntas no Facebook em várias fotos, trocaram empurrões. Heidi então deu dois socos no meio do rosto da irmã, que foi a chão. Heidi começou a chutar a irmã. Também puxou o cabelo dela, bateu a cabeça contra o chão, arranhou as costas e o rosto de Holly. “Ela tentou espancar a irmã e queria feri-la enfiando os dedos nos olhos dela”, disse o namorado, que não quis se identificar.



Baratão
30 de janeiro de 2015

Karla Osuna, da Venezuela, é uma das narcomodelos mais famosas do mundo. Em 2012, aos 21 anos ela foi presa, transportando nada menos que 200 quilos de cocaína.



A carga proibida estava em uma caminhonete e até a polícia se surpreendeu. Karla era estudante de jornalismo e ainda apresentava um programa de TV. Também estagiava como repórter de uma famosa rede de TV local. Atualmente, ela aguarda julgamento na grade, junto com o namorado.



Baratão
30 de janeiro de 2015

Alguns pais são meio exagerados, mas a mãe de Sofia Petrova passou de todos os limites. Ela não gostou nem um pouco do mau comportamento da filha e tomou uma atitude drástica…



O caso rolou quando Sofia tinha 15 anos, e ela está há três sem voltar para casa. Sofia é filha de pais russos, mas a mãe foi para os EUA assim que ela nasceu e casou com um americano. Cresceu com eles, até ser chamada atenção por mau comportamento. A mãe e o padrasto decidiram então castigá-la. Mas foi um castigo radical e cruel.



Armaram uma estratégia suja para exilar a menina. Eles a enganaram e disseram que iria passar férias de três semanas na cidade russa de Novosibirsk, onde moram os pais biológicos dela. Após passar um período tranquilo, veio a revelação: não havia passagem de volta, Sofia estava presa por lá.



Aí os pais cruéis revelaram o plano: ela ficara lá “por um tempo” porque se comportou mal. Segundo os pais, Sofia “foi reprovada na escola, costumava roubar dinheiro, fugia de casa e era respondona”.



Na Sibéria ela estava “presa”: não podia voltar para os EUA por seu passaporte ser russo. Isso tornava necessário uma autorização dos pais dela, coisa que ela não teria “até saber se comportar bem”. As coisas pioraram tempos depois, já que o pai biológico dela se revelou um bebum que batia e a ameaçava.



Para conseguir alguma grana, ela precisou trampar em uma pousada e trabalhava cerca de 60 horas por semana. Ela pediu perdão repetidamente a mãe, e até enviou uma carta pedindo para voltar, e dizendo “que ela era a única família dela”. Mas a mãe se manteve fria e nem fez questão de responder as cartas. Ela então teve depressão e espalhou seu caso para o mundo.



Ela fugiu de casa para um centro infantil local, quando começou a perceber que existia uma grande possibilidade dela ficar naquele lugar gelado por mais tempo que gostaria. Lá no centro ela tentou o suicídio ao menos duas vezes. Para expurgar esses problemas, começou a escrever um livro que detalha as experiências da vida dela. No livro ela irá narrar a relação que teve com três as figuras paternas da sua vida: o pai russo, que ala achava ser simplesmente um caso passado da mãe, o marido da mãe dela e um terceiro homem que ela acreditava ser pai dela.



Somente aos 13 anos ela soube que o pai biológico não era o marido da mãe. Agora, ela tomou mais uma decisão abrupta: se mudar para o Marrocos, onde mora Farid Soulimani, o então namorado da mãe dela quando ela tinha 12 anos. Ela disse que prefere morar na África do que no clima congelante e inóspito da Rússia. Atualmente ela diz que a mãe dela não significa mais nada pra ela. Ela tenta se adaptar ao novo país e está perto de conseguir a documentação que permitirá que ela fique em definitivo no Marrocos.
Baratão
28 de janeiro de 2015

Sandy Nguyen, de 29 anos, foi condenada a três meses de prisão, cinco anos sob regime condicional e 125 horas de serviço comunitário após arrecadar o equivalente a R$ 63 mil com parentes, amigos e desconhecidos.



Para isso, Sandy disse que o filho sofria de leucemia e estava em tratamento desde 2012. Mas o câncer havia sido inventado por ela. Para manter a farsa, Sandy raspava diariamente o cabelo de Jaiden para que parecesse que ele estava sendo submetido a quimioterapia, de acordo com reportagem da CBS.



O golpe foi descoberto depois que um médico do Children’s Hospital, de Denver (Colorado, EUA), tomou conhecimento do “drama” e resolveu investigar. A emissora revelou que Sandy gastou R$ 40 mil do valor arrecadado para custear uma viagem à Disney com alguns familiares.



Ainda tem mais posts de hoje, passe de página...