Continuações de filmes que pouca gente lembra! | Baratonta - Baratonta
Continuações de filmes que pouca gente lembra!
Vitor Correia
19 de agosto de 2014

Poderia se chamar sequências que você não sabia que existiam, ou sequências que não precisavam existir. Enfim, confusões a parte, vamos falar daquelas continuações de filmes que tem muito pouco a ver com o filme original, e que só servem para tentar ganhar um dinheirinho no home-vídeo. Só um detalhe, apenas para fim de ilustrar a diferença entre o original e a sequência, eu vou deixar a avaliação deles em grandes agregadores de notas do cinema. 

 Psicopata Americano 2  

 O primeiro você conhece, é um cult lançado no ano 2000, estrelado por um caricato e surtado Christian Bale, na pele de Patrick Bateman, um serial killer que se esconde na normalidade e pompa dos engomadinhos de Wall Street. Bale em um dos seus primeiros grandes papéis tornou Bateman um dos personagens mais icônicos do cinema.
A sequência veio em 2002, com Mila Kunis (sim, a Mila Kunis) no papel principal. Ela interpretava uma universitária que supostamente teria escapado e matado Bateman, mas que adquiriu uma obsessão por caçar serial killers, e então arrumou trabalho como assistente de um agente do FBI para ter acesso aos registros e poder caçá-los (pera aí, eu conheço essa sinopse de algum lugar). Bem, nem a beleza de Mila Kunis salva esse filme. Aliás, acho que vale dizer que o tal agente do FBI é interpretado por William Shatner, né? IMDB original: 7,6 IMDB sequência: 3,9 

 S. Darko

Novamente, o original é um filme muito cultuado, Donnie Darko, que foi lançado em 2001, estrelado por Jake Gyllenhaal e dirigido por Richard Kelly. Donnie Darko é um daqueles filmes que não acabam ao término da película, ele se torna discussão, devido as várias teorias e interpretações que o filme tem. Em 2009 tivemos o lançamento, direto em DVD, de S. Darko, a continuação que trazia Samantha, irmã de Donnie, como protagonista, sofrendo com visões e sensações estranhas. Você tem ideia da credibilidade da sequência, quando vê que de toda equipe, só uma atriz topou reprisar o papel. Trata-se de Daveigh Chase, cujo papel mais relevante na carreira foi o de Samara, em O Chamado. IMDB original: 8,2 IMDB sequência: 3,7 

 Meninas Malvadas 2
   

 Uma reclamação recorrente em sequências é que elas não apresentam nada de novo, apenas repetem a fórmula alterando um pouco o cenário, foi assim com o Se Beber, Não Case 2. Mas o SBNC pelo menos trouxe de volta o elenco na sequência. Meninas Malvadas 2 nem isso fez. O primeiro foi uma divertida comédia adolescente escrita pela comediante Tina Fey, que também participou do filme junto com Amy Poehler, sua colega de Globo de Ouro. No elenco ainda estavam as, agora famosas, Rachel McAdams e Amanda Seyfried, além de Lindsay Lohan, quando ela ainda era humana. A sequência foi a mesma história, feita com pouco dinheiro e sem nenhuma empolgação. O resultado não podia ser diferente. IMDB original: 6,9 IMDB sequência: 4,1 

 Velocidade Máxima 2

 

Um clássico da ação dos anos 90, Velocidade Máxima, estrelado por um Keanu Reeves no inicio de seu auge, e por uma Sandra Bullock começando a se destacar em Hollywood. A premissa trazia tensão e expectativa ao nos colocar em um ônibus em alta velocidade que podia explodir caso alguém acionasse o freio. Um filmaço. A sequência já começa errada desde a premissa, afinal você consegue ligar um navio de Cruzeiro á algo muito veloz? Eu não. Sandra Bullock foi a única que topou voltar, o elenco foi reforçado com Willem Dafoe fazendo a sua cara estranha por natureza ficar mais bizarra do que nunca. A ideia do filme nasceu em um sonho do diretor Jan de Bont, que sempre via um barco batendo em uma ilha. Olha, eu tenho sonhos que dariam filmes bem mais interessantes, e ninguém me dá US$ 110 milhões por isso. IMDB original: 7,2 IMDB sequência: 3,6 

 Mar Aberto 2 – Pânico em Alto Mar
 

Quando a distribuidora brasileira nem vende o filme como uma sequência, bom sinal não deve ser. Mar Aberto é um drama do qual eu falei no meu artigo sobre filmes baseados em fatos reais – leia aqui – e que apesar de não ser unanimidade, é um filme bem bacana. A sequência mais uma vez trouxe mais do mesmo, só que sem o atrativo de ser baseado em uma história verídica tão famosa. Agora tínhamos um grupo de amigos que resolvem mergulhar no meio do oceano, só que na empolgação eles esquecem de puxar uma escada que os ajudaria a voltar pro barco, então eles não conseguem voltar e ficam ali, á deriva. Rotten Tomatoes original: 72% Rotten Tomatoes sequência 40% 

 Dirty Dancing 2 – Noites de Havana

   

 Dirty Dancing é um clássico dos filmes de dança, e foi lançado lá em 1987, no auge de seu astro Patrick Swayze. Acho que na época todo mundo esperou que lançassem uma sequência, por causa do grande sucesso do longa, mas creio que ninguém esperava que a sequência fosse sair 17 anos depois do original. Mas saiu, e o único que voltou foi o próprio Patrick Swayze, para uma participação especial. O resultado também foi uma repetição do primeiro filme, garota rica que se apaixona por um dançarino local, mas que não pode viver essa paixão porque seu pai tem algum tipo de preconceito contra o rapaz. A única diferença é que agora tudo isso acontecia em Cuba, no meio da revolução. Rotten Tomatoes original: 72% Rotten Tomatoes sequência 22% 

 Debi & Loide – Quando Debi conheceu Loide

   

 Dez anos antes de Jim Carrey e Jeff Daniels começarem a trabalhar no retorno de Debi e Loide ao cinema, um prequel foi realizado e lançado direto em DVD. Com outros atores no papel título, esse filme tentava resgatar o humor pastelão do original, lá de 1994, mas sem o carisma dos protagonistas. Assim como a franquia American Pie, a reunião que será lançada ano que vem não terá nenhuma relação com esse filme. IMDB original: 7,3 IMDB sequência: 3,4

posts relacionados

Parecidos Parecidos Parecidos Parecidos Parecidos
Parecidos Parecidos Parecidos Parecidos Parecidos

deixe um comentário